fbpx

Case de sucesso: VerUP e Lady Rock

Cuidar da gestão de qualquer empresa é um grande desafio. Afinal, todo negócio envolve vários processos e etapas, e muitas vezes um empresário precisa cuidar de tantas coisas que é fácil acabar um pouco perdido. Mas no mercado da moda, principalmente, o gestor de uma confecção precisa estar atento a uma grande variedade de pontos.

Aliar a criação e confecção das peças, o controle do estoque, a distribuição e a venda são apenas algumas das tarefas desse profissional. Se parece coisa demais, é porque é mesmo! Mas não se assuste: movimentar-se entre todas essas etapas fica mais simples com o auxílio de um sistema gestão especializado e construído especialmente para atender todas essas demandas de sua operação ao mesmo tempo!

Neste case de sucesso, você vai conhecer a história de uma rede paulista de jeanswear, a Lady Rock, e como a empresa passou por uma grande mudança depois que a marca começou a usar um sistema integrado especializado em moda para se organizar: O ERP VerUP.

Continue a leitura e inspire-se!

 

Como era a Lady Rock antes de usar um software de gestão de empresas de moda

A Lady Rock começou no Brás, em São Paulo.

Uma loja só já dá trabalho: é preciso organizar o estoque, controlar a contabilidade, criar novas coleções e, no centro de tudo isso, satisfazer o cliente.

O trabalho fica ainda mais complicado quando os negócios se expandem, como foi o caso da Lady Rock, que hoje já tem seis lojas em vários estados.

Igor Affonso, Gerente de TI da Lady Rock, conta que a expansão da marca se tornaria um problema  sem um software que ajudasse a organizar a confecção, as vendas e as finanças:

Antes, tudo era no “achômetro”. Os dados eram colocados em planilhas, o que pode até ajudar no começo, mas se torna impraticável quando é preciso fazer uma comunicação eficiente entre as lojas.

Pontos essenciais do negócio ficavam comprometidos porque o trabalho todo era feito manualmente. O controle do estoque estava se tornando caótico: “A gente simplesmente não sabia o que tinha na loja, só o que vendia!”.

A Lady Rock opera no atacado, então imagine o transtorno que poderia acontecer sem um controle preciso do estoque: um cliente pede um fardo de calças jeans, o vendedor confirma que elas estão disponíveis e, na hora de entregar, a loja percebe que já não tem as peças!

“A VerUP nos apresentou a tecnologia RFID (rádio frequência) para controle de nossas movimentações. Atualmente, utilizamos o recurso para controlar o recebimento de peças de fornecedores e distribuição para as lojas. Conferências que levavam 10 dias para serem realizadas e envolviam vários colaboradores, agora são feitas em um final de semana, por uma equipe mínima e com maior precisão”, conta Igor. ”As mercadorias não ficam paradas no centro de distribuição”, acrescenta.

Sem falar nos telefonemas constantes de uma loja para outra para saber se elas tinham determinadas roupas, ou o risco de que o gerente de uma unidade estabelecesse um preço para um tipo de peça, enquanto o gerente de outra alterasse o valor do item em sua loja.

Segundo Rodrigo Merlo, Diretor de Tecnologia da VerUP, problemas assim são bastante comuns em lojas que ainda não utilizam um software de gestão integrada, “principalmente se é o dono que faz uma operação e não a registra adequadamente em um controle em que todos têm acesso”, ele comenta.

Outra questão era a contabilidade, que, obviamente, era muito mais difícil de organizar quando era feita completamente à mão. A Lady Rock precisava de uma solução urgente para integrar todos os processos das lojas de maneira inteligente e automatizada — e foi aí que a empresa encontrou a VerUP!

Nos próximos tópicos, você vai descobrir o que mudou nos processos da empresa.

Como a organização da marca melhorou

Rodrigo Merlo usa um ótimo exemplo para esclarecer uma das principais facilidades de usar um software de gestão em uma marca que tem várias unidades: “Os registros são como no seu Facebook”. E explica: “a mesma forma que uma postagem fica disponível no Facebook simultaneamente para todos os amigos de quem a publicou, tudo que uma loja registra no sistema pode ser conferido instantaneamente pelas demais”, completa.

Logo, quando a unidade da Lady Rock no Brás registra que vendeu uma dezena de jaquetas, todos as informações referentes à venda — inclusive como ela afetou o estoque — podem ser vistas na hora pela unidade de Maringá, por exemplo. Isso é possível porque o ERP VerUP funciona em nuvem (o que é muito mais prático e seguro).

A ferramenta também trouxe um alívio para a contabilidade: agora, tudo fica registrado e é consolidado facilmente. Era o fim das confusões fiscais que preocupavam o Igor!

A marca aproveita ainda o software para otimizar o processo de confecção de suas peças. Quando precisa ter certo número de qualquer item, o software calcula exatamente quanto tecido, linha, enfim, qual é a quantidade de todos os componentes que serão necessários para entregar as peças perfeitamente em acordo com os pedidos!

É por facilidades assim que é melhor apostar em um software de gestão feito especialmente para lidar com moda do que em uma ferramenta generalista. Faz diferença trabalhar com um programa que compreende até os jargões do mercado, como grade, padronização e remessas.

Até a criação de peças ficou mais fácil

O público da Lady Rock é formado de mulheres jovens: a marca sabe como a juventude exige agilidade e criatividade. Por isso, a loja faz lançamentos semanais. “É muito dinâmico e acelerado”, conta Igor, “A gente está mandando produzir agora o que vai sair na semana que vem!”.    

A Lady Rock mantém as tradicionais coleções sazonais, mas sempre de olho nas atualizações, que entende que precisam ser muito rápidas. “Mesmo que seja outono”, Igor esclarece, “o outono tem várias semanas!”.

O ERP VerUP está ajudando a marca a criar novidades ainda mais alinhadas com as tendências que suas próprias clientes revelam. Com o sistema integrado, Igor consegue entender diariamente — e com facilidade — que tipo de peça anda fazendo mais sucesso em cada loja. É uma aplicação na prática da Business Intelligence!

Lojas que não utilizam um sistema de gestão de moda acabam dependendo muito da intuição de vendedores e da gerência sobre o que os clientes preferem. É claro que a impressão pessoal conta muito, mas o mercado da moda não deve abrir mão de conjuntos de ferramentas cada vez mais necessários em quaisquer atividades e que permitam apurar métricas confiáveis e em tempo real.

Com o sistema integrado, Igor consegue saber se uma loja no Espírito Santo está vendendo roupas de números maiores do que no Paraná, por exemplo. A partir dessa informação, a marca pode focar na produção de peças com grade variada para o estado capixaba.

Fica fácil entender até quais tecidos e modelos estão sendo preferidos em cada lugar. Pode ser que as clientes de determinada praça adorem as mesmas jaquetas que as clientes de outra, mas sem estampa, por exemplo.

Nós sabemos que a moda é feita de detalhes. Avaliando minúcias, a Lady Rock tem conseguido gerar muito mais satisfação para suas clientes!

E você, também quer aproveitar essas vantagens? Que tal conversar com a gente para entender melhor como o ERP VerUP pode ajudar no seu negócio? Entre em contato conosco e aumente seu sucesso com inteligência, precisão e, é claro, muito estilo!

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ