fbpx

Os 4 pilares da gestão empresarial eficiente

Muitos gestores procuram adotar o famoso padrão de excelência em seus negócios, mas, afinal, o que isso significa? Para responder essa pergunta, devemos entender um pouco mais sobre a diferença entre eficiência e eficácia. Quando a empresa consegue atingir suas metas ou objetivos, podemos dizer que ela foi eficaz em seu plano de ação. O ponto chave que deve ser avaliado, no entanto, é o processo até chegar lá, o caminho da conquista. Houve desperdícios? Retrabalho? Caso tenha conseguido otimizar os recursos da empresa, ou seja, fazer mais com menos, podemos dizer que o gestor adotou ações eficientes.

E qual é a relação disso com a excelência? No meio empresarial, excelência é sinônimo de eficiência e otimização. Afinal, é justamente dessa forma que é possível criar uma empresa sustentável e próspera. O assunto é tão importante que resolvemos trazer neste post os 4 pilares mais importantes da gestão empresarial. Confira a seguir!

Definição de processos claros

Um dos pilares da eficiência, que nasceu em conjunto com a teoria da administração, é a definição de processos claros. Para fazer isso, você precisa desenhar o fluxograma organizacional com todos os seus detalhes, abrangendo todos os departamentos, cargos e atividades.

É só dessa forma que é possível identificar os famosos gargalos, que são deficiências na cadeia produtiva, gerando desperdícios, retrabalho e uma série de outros inconvenientes.

Além disso, é importante que não apenas o gestor do negócio tenha os processos claros em sua mente, mas cada um dos colaboradores, da gerência aos subordinados.

Utilização de tecnologia de ponta na gestão empresarial

automação é a melhor forma de amarrar todos os processos da sua empresa, ajudando-lhe a otimizar não só a utilização de recursos, mas também diminuindo o retrabalho e melhorando a gestão do tempo no negócio.

Para a sorte do gestor, hoje é possível contar com softwares de gestão, uma ferramenta que garante controle total das atividades e recursos do negócio. Além disso, esse tipo de solução permite a integração entre todos os departamentos da empresa, garantindo tamanho ganho em produtividade que seria impossível apenas com processos manuais.

Capacitação dos profissionais

Já vimos dois pilares importantes, mas existe um terceiro, que, logicamente, se relaciona aos anteriores. Estamos falando da capacitação dos profissionais do negócio. Para fazer um bom uso das ferramentas de gestão adotadas, é preciso que os colaboradores saibam extrair o máximo do seu potencial, é claro.

Além disso, para que os processos funcionem harmonicamente, cada um dos colaboradores precisa entender a importância da sua atividade e, para isso, é indispensável a etapa de treinamento.

Elaboração do planejamento estratégico

Por fim, o grande pilar central, que sustenta todos os outros três. Não é possível definir processos, adotar tecnologias e capacitar colaboradores, se o gestor não tem um planejamento bem detalhado de todo o seu negócio.

É só dessa forma que ele consegue fazer um diagnóstico da empresa para identificar suas necessidades e definir o melhor curso de ação. O planejamento estratégico é, inclusive, a função primordial de qualquer administrador que busque uma boa gestão empresarial.

Gostou das nossas dicas? Sua empresa está apoiada nestes pilares? Conheça as soluções da VerUP

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ