As crises também geram oportunidades

5 dicas para você vencer a crise e a concorrência. 

A crise econômica global causada pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) pegou de jeito os empresários do mundo todo, inclusive nós, os brasileiros. Pouco crédito, vendas em baixa, insumos inflacionados, escassez de algumas matérias primas e outras dificuldades jogaram o resultado das empresas nacionais para baixo. 

Se você tem uma confecção, sabe bem o que é isso, pois ainda é preciso lidar com outros fatores:  além da alta carga tributária para o setor, há a concorrência dos produtos estrangeiros que são mais baratos e invadiram as lojas brasileiras seduzindo os consumidores. Dessa forma, muitas grandes marcas deixaram de produzir no Brasil para comprar o produto pronto de fora, mas a alta do dólar dificultou a importação de artigos de vestuário que teve queda de 30,42% no primeiro trimestre de 2021 segundo estudo da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e da Confecção). 

As crises também trazem oportunidades de crescimento e de novos negócios para aqueles que sabem como se diferenciar. Lembre-se que a concorrência também está em baixa e, quem se destacar, certamente colherá bons frutos, por isso nós destacamos 5 dicas para você vencer a crise e a concorrência

1 – Aprimore a gestão de processos

Processos burocráticos e mal desenvolvidos consomem uma parte considerável da sua margem de lucro. Você já parou para pensar que pode estar gastando muito mais do que o necessário com logística, transporte, estocagem e até mesmo vendas? 

A maior aliada para a otimização da gestão de processos é a integração entre os setores da sua confecção. Então veja, por exemplo, quanto tempo e dinheiro você perde devido à falta de comunicação entre setores como vendas e estoque, produção e compras ou transporte e logística. 

Uma boa solução é a adoção de um ERP (Enterprise Resource Planning), em outras palavras, um sistema de gestão integrada que ajuda a organizar todos os processos da sua empresa, possibilitando melhorias na comunicação entre os setores, além de velocidade e credibilidade das informações na avaliação de resultados, para uma tomada de decisão. 

2 – Melhore seu sistema de compras e PCP

Muitas vezes, as empresas registram os pedidos de compras em planilhas manuais ou até mesmo em documentos físicos em papel, sem contar aqueles gestores que guardam tudo na própria memória e sabem todas as contas “de cabeça”. Por isso vemos tantos tecidos e aviamentos sobrando embaixo das mesas de corte e nas prateleiras do chão de fábrica. Isso causa demora no fechamento dos negócios e, muitas vezes, até mesmo perda de vendas importantes, pois a falta de materiais gera quebra na produção e, consequentemente no faturamento. 

A gestão de vendas é uma das áreas mais importantes da empresa e precisa ser informatizada e integrada à produção o mais rápido possível para poder explodir as compras de forma ágil, segura e eficiente, mas é claro que tudo deve estar muito bem catalogado e informado nas fichas técnicas dos produtos. 

Conheça o ERP Audience VerUP

Fale com a VerUP
SAIBA MAIS

3 – Fortaleça a marca

Quem não é visto, não é lembrado. Mas não se desespere com essa frase: para fazer com que a sua marca apareça entre os consumidores, não é mais necessário optar apenas por anúncios onerosos em mídias tradicionais, como TV, jornais e rádio. 

Felizmente, a Internet oferece diversas formas de exposição da marca, permitindo que você atinja seu público de forma mais direta e efetiva. É possível criar conteúdo relevante para seu site ou blog, fazer ações junto a influenciadores digitais e utilizar as redes sociais para falar diretamente com o seu público. Assim, você cria uma reputação positiva para a sua marca junto aos seus consumidores.  

4 – Crie ofertas especiais

Se a crise está dificultando a sua vida, saiba que o seu cliente pode estar passando pelo mesmo problema. Portanto, se você quer continuar vendendo, é hora de colocar a cabeça para funcionar e criar ofertas especiais em artigos específicos, diminuindo preços ocasionalmente, sobretudo nos produtos sem giro. Não se apegue aos produtos, a sua coleção foi criada e confeccionada para ser vendida! 

Um CRM (customer relationship management) pode ajudar na geração de campanhas promocionais e na comunicação, além de gerar Cashback e fidelizar os consumidores da sua marca. Se o seu ERP pode fazer tudo isso, melhor ainda, pois não precisará contratar outras ferramentas e ainda eliminará problemas e o atraso na integração dos dados.  

5 – Mantenha o foco no mercado

É importante analisar os relatórios de suas vendas de períodos anteriores e estabelecer uma relação entre o que é ofertado e o que é, de fato, procurado pelo consumidor. E não precisa de ferramentas ultrassofisticadas para isso. Relatórios simples como giro de estoques, curva ABC, vendas por período, vendas por coleção, marca, departamento, grupos e famílias de produtos, markup, entre tantos outros, podem ajudá-lo a levantar as informações mais relevantes. 

Procure manter o foco no mercado, tendo em mente que produtos que não foram vendidos em anos bons, muito provavelmente, não venderão em tempos de crise. 

Se você trabalha com atacado, programado ou pronta entrega, é muito importante ter um canal aberto com os lojistas, para identificar o que é mais consumido e ajustar o seu timing de produção, oferecendo o produto certo na hora certa. 

Um E-commerce B2B também é um poderoso aliado nas vendas de atacado, pois com ele, você pode alcançar clientes sem deslocamento e custos excessivos com viagem e mostruário, além de poder atingir lugares onde não há representantes da sua marca. 

Agora que você já sabe como destacar sua confecção durante a crise, é hora de começar a investir. Aproveite e leia mais sobre como calcular o ROI da sua confecção!  

Conheça a VerUP e as nossas soluções 100% nuvem específicas para moda

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ