Sistema de Gestão para Moda e Confecções

O que eu preciso para ter um sistema SEGURO para o meu negócio?

Os sistemas de gestão integrada, conhecidos como ERP, são utilizados para reunir os dados da sua empresa e contribuir para melhores resultados, possibilitando o aumento da produtividade e a eficiência dos processos internos. A concentração de todas as informações em um único sistema de gestão requer cuidados simples, mas de total relevância para a segurança e a proteção dos dados da sua empresa de forma a se evitar vazamentos ou acessos indevidos que podem comprometer a organização como um todo.


Confira algumas dicas que te ajudarão na avaliação e escolha de um ERP seguro para o seu negócio:

1. Sistema 100% em nuvem

Soluções em nuvem são práticas, promovem mobilidade e te fazem economizar muito dinheiro com infraestrutura, especialmente porque dispensam o uso de servidores locais cujo a manutenção fica totalmente sob a sua responsabilidade, ou seja, sistema operacional (Windows, por exemplo), antivírus e proteção de rede (firewall), licenças de banco de dados, hardware (novos computadores e de última geração, memórias de armazenamento e processamento), atualizações periódicas, backup e profissionais específicos dessa área (internos ou terceiros) para prover e dar manutenção em toda essa estrutura, e isso custa!

2. Atualizações automáticas e periódicas

Qual versão você está? Você baixou o último patch de atualização? Todos os terminais estão atualizados? Você já falou com o comercial para aprovar a atualização da sua versão? Essas e outras perguntas podem dificultar o seu dia a dia, especialmente quando você não tem tempo para se preocupar com tudo isso ou tem uma equipe enxuta, então o seu foco deve estar no seu negócio, ou seja, criar, produzir, vender etc. portanto, escolha um sistema que promova atualizações periódicas, automáticas e sem custos adicionais e, de preferência, que informe constantemente as mudanças e novidades do sistema.

3. Backup automático, periódico e seguro

“Deu pau no meu computador, e agora”? Liga no TI pra instalar o backup! Solução simples, certo? ERRADO! Primeiramente pra instalar o backup você precisa ter feito backup – todos os dias, SIM, TODOS os dias e armazenar em local seguro. Ok, ainda que isso seja uma rotina infalível pra você, quanto custa para a sua empresa ficar sem produzir, vender ou faturar por 1h, 2h, 3h ou por um dia inteiro? É claro que a gente só descobre tudo isso quando precisa utilizar, ou seja, com tudo “pegando fogo”! Por isso, escolha uma solução que garanta Backup automáticos, periódicos e seguros e te deixe livre dessas preocupações.

4. Altíssimos níveis de segurança dos dados

A preocupação com a segurança dos dados sempre esteve em evidência e hoje em dia, ainda mais devido o grande aumento de consumo de serviços via web. Constantemente vemos notícias sobre “ataques hackers”, então como dormir ter tranquilidade e certeza de que tudo está realmente seguro? É aí que entram em ação alguns aspectos relevantes na escolha de uma solução em nuvem, como por exemplo replicar dados locais (no PDV é mais comum) e sincronizá-los com o “servidor na nuvem”, banco de dados “aberto” e acessível a partir de login e senha, ou seja, além do sistema, outras pessoas podem acessá-lo etc.

Então escolha um parceiro que tenha expertise no assunto, e não seja um “aventureiro”, além disso, existem outros aspectos tecnológicos que colaboram muito para a segurança dos dados da sua empresa, como ter um banco de dados criptografado e acessível apenas a partir do sistema, hospedagem em data center confiável e suporte técnico acessível e especializado.

5. Suporte técnico especializado

Falando nisso, hoje em dia a oferta de soluções em nuvem é gigantesca e o “faça você mesmo” tem se tornado uma cultura crescente, então a implantação do sistema fica por sua conta – assista ao vídeo tutorial, leia a solução do problema no “blog community” e toca a vida! Além disso, a maioria dessas soluções não oferecem atendimento especializado e humanizado, pois o bots estão dominando os serviços de atendimento em todas as áreas (tenho certeza que você já recebeu um atendimento assim nos serviços de telefonia, TV por assinatura, órgãos públicos, via WhatsApp etc.). Isso pode até funcionar para alguns serviços básicos, mas na prática, imagine a sua loja sem conseguir fechar uma venda porque não imprime o cupom fiscal ou a NF-e não foi autorizada na hora do faturamento, a explosão de compras que não gerou relatório etc., e você tentando solução via “chat bot” ou blog! Se você não quer ter problemas de tipo enquanto a sua empresa fica “parada”, escolha uma solução que disponibilize atendimento especializado para implantação, treinamentos e suporte técnico no dia a dia.

6. Definições de limites e perfil de acesso de cada usuário

Até aqui, falamos bastante sobre estrutura do parceiro para prover um bom serviço para a sua empresa, mas um dos aspectos mais relevantes de um sistema ERP é a configuração de perfis de usuários com suas limitações, então verifique se a solução escolhida permite restringir os acessos de acordo com as funções de cada colaborador da sua empresa. Na prática, o vendedor da loja não pode ter acesso ao seu financeiro; o gerente de produção precisa ter acesso às compras para programar a produção; a diretoria pode ter acesso a todos os recursos; o TI deve ter autonomia para liberar ou bloquear um recurso para os usuários do sistema de acordo com o perfil de cada um, etc.

Gostou das nossas dicas? Quer ver mais conteúdo como esse?

Curta e siga a VerUP nas redes sociais: Facebook Instagram Linkedin!

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ